Confirmação

1) O que é o Sacramento da Confirmação?

 

Nascidos para a vida da graça pelo Baptismo, é pelo Sacramento da Confirmação que recebemos a maturidade da vida espiritual. Ou seja, somos fortalecidos pelo Divino Espírito Santo, que nos torna capazes de defender a nossa Fé, de vencer as tentações, de procurarmos a santidade com todas as forças da alma. Pelo Baptismo nós nascemos, pelo Crisma nós crescemos na vida da graça.

Pelo Baptismo nós nascemos, pela Crisma nós crescemos na vida da graça.

 

2) Matéria e Forma

A matéria deste Sacramento é o Santo Crisma, o óleo da oliveira (azeite), misturado com um bálsamo perfumado e abençoado solenemente pelo Bispo na Quinta-feira Santa. Essa matéria é usada pelo Bispo na cerimónia do Crisma, junto com a imposição da mão sobre a cabeça, quando o ministro traça o Sinal da Cruz com o Santo Crisma na fronte do crismando, dizendo as palavras da Forma.

A Forma do Sacramento da Confirmação é: Eu te marco com o Sinal da Cruz e te confirmo com o Crisma da Salvação, em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo.

 

3) Ministro da Confirmação

O ministro do Sacramento da Confirmação é o Bispo, pois é o pai de todos os fiéis, aquele que lhes confere a maturidade da vida da graça. Em caso de perigo de morte, um simples Padre deve crismar, pois é importante entrarmos no Céu com todas as capacidades de amor a Deus.

A Confirmação não é absolutamente necessária para a salvação (uma pessoa não crismada pode ir para o Céu), mas é muito importante receber a Confirmação desde cedo: só com ele teremos no Céu a proximidade de Deus e a intensidade de amor que Ele quer nos dar. Além disso, só com a Confirmação teremos todas as forças necessárias para vencer as tentações e caminharmos firmemente no caminho da perfeição. De modo que seria grave negligência dos pais se não preparassem os seus filhos para receber este Sacramento da perfeição cristã.

 

4) Instituição da Confirmação

Como sabemos que Jesus Cristo instituiu este Sacramento, se não aparece este facto no Evangelho?

Sabemos que verdadeiramente Jesus Cristo instituiu o Sacramento da Confirmação porque os Apóstolos administraram este Sacramento, como aparece nos Actos dos Apóstolos (Actos, 8, 14) e porque a Igreja sempre ensinou esta verdade. Vejam o que já ensinava S. Cipriano, Bispo martirizado no ano 258: “Os baptizados serão conduzidos aos Bispos, a fim de, por sua oração e imposição das mãos, receberem o Espírito Santo, e pelo selo do Senhor, serem perfeitos.”

 

5) Quais são as graças que recebemos pelo Sacramento da Confirmação?

Aumento da graça santificante.

Recebemos de modo novo e especial o Divino Espírito Santo, com seus sete dons sagrados.

A Confirmação, como o Baptismo e a Ordem, são sacramentos que imprimem carácter, ou seja, marcam de modo indelével a nossa alma. Por essa razão não podemos receber a Crisma mais de uma vez, tal como o Baptismo e a Ordem.

 

6) Quais são os sete dons do Espírito Santo que recebemos de modo especial na Confirmação?

São eles:

1 – Temor de Deus

2 – Piedade

3 – Fortaleza

4 – Conselho

5 – Ciência

6 – Inteligência

7 – Sabedoria

 

7) Por que existem padrinhos para a Confirmação?

Porque, como no caso do Baptismo, é bom termos pais espirituais que nos apresentem à Igreja nesta ocasião tão importante, nos aconselhem nas lutas da vida, e rezem por nós. Por isso os padrinhos do Crisma devem ser bons católicos, terem sido crismados, tendo já idade suficiente para aconselhar seus afilhados.

Para terminar, devemos considerar que a Confirmação é o Sacramento que aumenta o Amor de Deus em nossos corações. É a acção do Divino Espírito Santo que realiza isso em nós.

Devemos estar atentos em deixá-Lo agir em nós para melhor servirmos e amarmos o Senhor.

Copyright © 2012 - Paróquia S. Domingos de Benfica
Igreja Paroquial: Tel. 217 221 350 | secretaria@paroquiasaodomingosdebenfica.pt